Marketing é importante?

O objetivo do marketing não é fazer com que as pessoas comprem o que não precisam, e sim satisfazer as necessidades e desejos de cada indivíduo.

É preciso, sobretudo, entender os reais desejos do cliente, para satisfazê-los de forma plena e constante.

Com a globalização, aumentou ainda mais o nível de concorrência entre as empresas. Nesta acirrada competição pela preferência dos clientes, o composto marketing + comunicação é indispensável, pois se a empresa não entender as verdadeiras necessidades do seu público, não se comunicar com ele, não se posicionar e não mostrar seus diferenciais, a marca não se fará presente na cabeça dos potenciais compradores, e não será uma opção competitiva. Não basta ter o melhor produto ou serviço se suas vantagens não forem comunicadas de maneira adequada aos principais interessados.

O marketing adota um contexto com inúmeras estratégias de comunicação, ou seja, ele desenvolve ideias que consegue dar ênfase a um determinado produto no mercado. Esta área tem uma forte ligação com a propaganda, onde o profissional abusa da criatividade para fazer a divulgação.

Veja algumas dicas de alguns especialistas:

Tenha vários meio de comunicação na internet, como canais no youtube, facebook e etc.

Invista No SEO da sua empresa

Escolha a dedo o público-alvo de suas campanhas.

Ouça antigos clientes

Acrescente um slogan na sua assinatura de e-mail

Acerte nos brindes

Combine os negócios com prazer e solidariedade

Faça os clientes se sentirem especiais.

Possuir conhecimentos relacionados a essa área ajuda a desenvolver novas habilidades de venda e concede mais prestígio ao seu negócio.

Importância do Design Gráfico para as empresas

Muitas pessoas ainda não tem consciência da importância e da eficiência de um bom trabalho de Design. A identidade visual de sua empresa faz toda a diferença no que se diz respeito a imagem que ela passa ao cliente quando ele a visualiza.

Quando se fala em arte visual, web developing, criação de logomarcas, anúncios, identidade visual, folders, catálogos, embalagens de produtos, banners, displays, é do Design Gráfico que estamos tratando.

O primeiro contato do cliente com a sua empresa se da através do design, por meio da marca, anúncios, embalagens, diferenciação no ponto de venda, site entre outros, que podem ou não despertar o interesse de um comprador em potencial. Portanto, é importante desenvolver um design atrativo e eficaz.

O design gráfico é parte importante de uma estratégia de marketing bem consolidada. É possível maximizar o retorno sobre o seu orçamento de propaganda assegurando uma mensagem distinta das mensagens dos concorrentes em meio a multidão de anúncios e produtos.

Qual a importância do planejamento de marketing para sua empresa?

O marketing é um setor estratégico para qualquer empresa que deseja se manter bem posicionada no mercado, já que é através dele que a empresa se torna conhecida e pode trabalhar a sua imagem e reputação perante seu público-alvo. É o marketing também responsável por manter os clientes satisfeitos com os produtos e serviços da empresa, o que exige um elevado grau de conhecimento a respeito do mercado, das pessoas, dos produtos e dos serviços.

Para garantir o sucesso de uma empresa quando o assunto é marketing, é impossível escapar do planejamento, que é a linha de conduta das pessoas em busca dos objetivos organizacionais. Essa linha de conduta é perpassada por diversas ações e reações, que tornam o planejamento de marketing tão importante para a empresa. O planejamento de marketing estabelece o posicionamento de mercado da empresa.

Uma empresa precisa se posicionar no mercado, se fazer conhecida, tornar-se referência e estabelecer uma relação saudável com seus consumidores. É o marketing que proporciona isso, através de um planejamento bem direcionado e compatível com os valores da organização.

Faça seu negócio decolar! Consulte a VoxBlue.

Como Planejar uma Campanha de Marketing Digital ?

mktdigtal

Esse ano se aproxima da metade e já estamos enfrentando uma série de desafios, mas mesmo nesse cenário desafiador, as lojas virtuais precisam agir e fazer com que todo o mercado continue sua curva de crescimento.

Para tanto, é importante que todos os processos sejam aprimorados e, como todos sabem, sem divulgação e presença online forte sua loja virtual tem poucas chances de conseguir se sustentar e infelizmente pode ter um fim nada positivo.

Ações de marketing no ambiente digital trarão resultados apenas se forem planejadas e executadas de forma profissional.

Fazer campanhas de Adwords e criar um página cool no Facebook por impulso – sem se preparar para isso – não fará com que resultados apareçam e pode ser um investimento com pouco ou nenhum retorno. Com o tempo o mercado tende a fazer uma seleção natural e e-commerces que não planejarem suas ações terão pouco exito, já que não conseguirão atender seus consumidores de forma individualizada, mais humana e personalizada.

Como planejar suas ações de marketing digital

Comportamento do mercado

Nesse tópico será preciso analisar o que outras lojas virtuais têm feito no que diz respeito ao marketing digital. Identificar os acertos e erros – e claro, potencializar as coisas boas e evitar o que não dá certo.

Será preciso responder aos seguintes questionamentos:

Quais são seus concorrentes: Quais lojas virtuais tem um público parecido com o que você trabalha, ou vende os mesmo itens. Podem ser apontados concorrentes diretos e indiretos. Por exemplo, se o seu negócio for ventiladores, precisa ficar de olho também no mercado de ar condicionados.

O que a concorrência tem feito na esfera digital: As mídias sociais que eles atuam, se investem em links patrocinados, comparadores de preço, retargeting, afiliados e outros canais. Além disso, você deve avaliar o que está sendo praticado da forma correta e o que não pode ser adotado em sua loja virtual.

Cases positivos: O mercado está repleto de bons exemplos de aplicação em marketing digital. Muitas vezes ele não está no seu nicho. Por exemplo, já ouviu falar do Hortiflix? Trata-se da divulgação de uma rede de Hortifruti, que aproveitou da popularidade da Netflix, e de forma bem humorada criou uma página que os protagonistas são os vegetais. Esse tipo de ação, de uma loja física, mostra que é possível ser criativo e gerar uma bom posicionamento da marca.

Cases negativos: Mas, também existem casos negativos, de marcas com sérios problemas criados com a má utilização de campanhas online. Desde não atender os clientes vias redes sociais, até apresentar um valor no anúncio diferente daquele que o consumidor encontra no site.

O que foi possível identificar: Faça uma análise de todos os pontos verificados e como eles podem servir para que você tenha êxito em sua campanha.
Objetivos de sua campanha
Agora é hora de saber o que você espera de suas ações de marketing digital. Você já sabe em “que pé” está o mercado e o que tem dado certo ou não. Isso facilita na decisão de quais resultados deseja alcançar.

O que deseja: Por exemplo, você quer trabalhar branding e melhorar a forma como o mercado vê você, ou ainda potencializar as vendas de uma determinada categoria. É preciso deixar isso bem definido.

Metas e prazos: Com o objetivo claro, é hora de saber quais são as metas e os prazos para alcançá-las, além da definição dos KPIs. Impor datas e metas é importante para saber se as ações estão no rumo certo.
Entenda seu público

Quem ele é: Quando for desenvolver uma campanha, é importante saber qual será o foco. Alguns e-commerce tem um público mais “geral”, aberto. Sua campanha será especifica ou não? Você precisa entender para quem vai falar. Hoje já é possível, com o auxílio da tecnologia, identificar quais serão os clientes mais propensos as ações realizadas por sua loja virtual. O Facebook, por exemplo, permite que suas campanhas sejam feitas para pessoas com perfis semelhantes ao seus fãs atuais ou mesmo anunciar para seguidores de uma página concorrente. Ter acesso a pesquisas de mercado vai ajudar muito. Por exemplo, a última edição do Relatório Webshoopers, do E-bit, indicou que o público predominante no e-commerce tem entre 35 e 50 anos. (38 e 33% respectivamente). Estamos falando de 71% do mercado. Esse tipo de informação deve ser levada em consideração da definição do público.

Defina personalidades: Melhor do que falar com grandes grupos, é individualizar as ações e falar com uma pessoa. Quando souber quem é o seu público, defina um nome, uma idade e ao invés de falar com um grupo, “fale” com o João, arquiteto, 42 anos e que mora no Rio de Janeiro. Fica muito mais prático “falar” com ele do que com um grupo fechado.
Canais

Chegou o momento do projeto em que é necessário definir os canais que serão utilizados em sua campanha.

Quais canais existem: Identifique em quais canais existe mais chance para o público e persona que você definiu converterem. Se ela está presente nas redes sociais ou se ele acessa muitos blogs. Entender esse comportamento irá permitir que você canalize as ações de forma correta.

Entenda os canais: Saiba a forma de faturamento de cada um dos canais em que você investirá, isso evita problemas no futuro.

Mensuração

Mensure, sempre, a todo momento, isso irá permitir que você saiba se todas as ações estão trazendo o retorno esperado ou se precisam ser alteradas.

O que precisa ser mensurável: Os canais com mais conversões, qual o caminho do cliente até chegar a compra, o Retorno sobre Investimento por produto, Retorno sobre Investimento por canal. Todas essas informações precisam ser acompanhadas.

Como mensurar: Tenha ferramentas que integrem todos os canais em um só painel e permitam o gerenciamento de suas campanhas. Um exemplo prático é a Admatic, que permite centralizar e gerenciar todas as ações baseadas em txt. Ter um software que auxilie nesse processo, evita que você tenha que entrar em diferentes sistemas para ter acesso aos dados da campanha.
Tomando o cuidado necessário, as chances de suas campanhas apresentarem melhores chances de conversão, aumentam.